Instrumentos Musicais

Um objeto que pode ser usado para fazer música é chamado de instrumento musical. Um instrumento musical pode ser tão grande e complexo quanto um órgão ou tão pequeno e simples quanto um apito ou um sino minúsculo. Os instrumentos musicais são encontrados em quase todas as culturas e em todos os períodos históricos.


Os instrumentos musicais possuem grande poder de despertar e expressar emoções humanas e já foram empregados para muitas finalidades diferentes. Em alguns lugares se pensava que tivessem poderes mágicos. Em muitas culturas, tambores eram usados para afastar maus espíritos. Religiões de todo o mundo usam instrumentos em cerimônias de culto e para festejar datas sagradas. Instrumentos musicais eram usados para anunciar a chegada de reis e para instigar soldados à batalha. Além disso tudo, naturalmente, eles são tocados por prazer e para entretenimento.



Os instrumentos podem ser tocados individualmente ou em grupo. Um grupo de músicos que tocam juntos é conhecido como banda. Na música erudita ocidental, as composições tocadas por um grupo pequeno de músicos são conhecidas como música de câmara. Um grupo maior de instrumentistas é chamado de orquestra. (imagem acima: Orquestra)





.

Instrumentos de percussão

Fig. 1 Fig. 2 Fig. 3

Os instrumentos de percussão geralmente são usados para dar ritmo à música. Eles produzem som quando são batidos, agitados, arranhados, dedilhados ou friccionados. Essa classe de instrumentos abrange sinos (fig. 2), pratos, castanholas (fig. 1), gongos, chocalhos, xilofones, marimbas (fig.3), tambores, entre outros. Estes últimos têm uma membrana esticada que vibra quando é batida ou friccionada. Eles podem ser tocados com as mãos ou com outros objetos, como baquetas.




Instrumentos de corda



Os instrumentos de corda usam cordas esticadas que vibram quando são dedilhadas, batidas ou friccionadas com um arco. Esses instrumentos se dividem em categorias, baseadas no modo como as cordas são presas ao corpo do instrumento. As principais categorias são harpas, alaúdes, cítaras e liras. Uma harpa (assim como a imagem ao lado) tem muitas cordas, cada uma das quais produz uma nota diferente. O comprimento da corda determina o som que ela produz. As notas mais agudas saem das cordas mais curtas.

Os instrumentos de corda básicos da orquestra sinfônica moderna pertencem à família do alaúde. (fig.abaixo)


Isso significa que as cordas são esticadas por um braço longo que se projeta do corpo do instrumento. Entre esses instrumentos se encontram (do menor ao maior) o violino, a viola, o violoncelo e o contrabaixo. As cordas são friccionadas com um arco feito de crina de cavalo, ou são dedilhadas. Diferentemente da harpa, esses instrumentos possuem apenas quatro ou cinco cordas. Para modificar o som, o instrumentista pressiona as cordas com os dedos em pontos diferentes do braço do instrumento. O resultado é o encurtamento temporário da parte da corda que produz o som. O corpo de madeira do instrumento (caixa de ressonância) amplifica o som.


Violões, banjos e cítaras também fazem parte da família dos alaúdes. Para tocá-los, o instrumentista usa apenas os dedos ou um pequeno acessório de plástico ou de metal chamado palheta. A guitarra elétrica emprega um amplificador eletrônico para aumentar o volume do som.





Instrumentos de sopro


Nos instrumentos de sopro, o som é gerado por um fluxo de ar que percorre o corpo do instrumento ou flui em volta dele. Na maioria dos casos, o ar vem da boca do instrumentista. Nas orquestras ocidentais modernas, os instrumentos de sopro se dividem em metais (feitos de latão ou de outro metal) e madeiras (feitos de madeira ou de metal). Os instrumentos do grupo dos metais incluem o trombone (fig.1), o trompete (fig.2), a trompa e a tuba.


Fig. 1

Fig.2

Muitos dos instrumentos do grupo das madeiras produzem som quando o ar provoca a vibração de uma lâmina fina feita de cana-do-reino ou de metal, chamada palheta. O clarinete e o saxofone (fig. 1) possuem uma palheta cada, enquanto o oboé e o fagote (fig.2) têm duas palhetas. A flauta (fig.3) e o flautim são madeiras sem palheta. Nos instrumentos do grupo das madeiras, o músico pode produzir sons diferentes tampando os furos com os dedos ou com teclas que ele pressiona com os dedos. Isso muda a vibração do ar que flui pelo corpo do instrumento.

Fig.. 1 Fig.. 2 Fig. 3













Muitos tipos diferentes de flautas são tocados em todo o mundo, como o pífano, a flauta de pã e a flauta doce.



A gaita de fole, outro tipo de instrumento de sopro, tem um ou mais tubos com palhetas. O ar é forçado de uma bolsa (o fole) pelos tubos, fazendo as palhetas vibrar. Um dos tubos tem furos que podem ser cobertos pelos dedos; assim se obtêm as diferentes notas musicais.

Instrumentos de teclado


Para tocar um instrumento de teclado, o músico pressiona teclas. As teclas controlam um mecanismo que produz som. No caso do piano (fig. 1) e do cravo, o som é produzido por cordas. As cordas do piano são acionadas por martelos, enquanto as cordas do cravo são beliscadas. No caso do órgão (fig. 2), ar comprimido é bombeado pelos tubos para produzir os sons. No caso do acordeão ou sanfona (fig.3), o músico pressiona as teclas sobre uma caixa pregueada chamada fole. Com isso, o ar é forçado por duas palhetas, produzindo o som. O órgão eletrônico e o sintetizador criam muitos tipos diferentes de sons eletrônicos.

Fig. 1

fig. 2

Fig. 3

Fonte: http://escola.britannica.com.br/article/481992/musical,%20instrumento

Posts Em Destaque
Arquivo
Siga

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

Segunda a Sexta: 9h às 12h / 13h30 às 18h30

​Eventualmente aulas à noite (a combinar)

ENDEREÇO

Rua Castro Alves, 117 - Bairro Petrópolis

Passo Fundo - RS

Telefone: (54) 3313.1382

 

fmescolademusica@gmail.com

  • Facebook Social Icon

© 2020 por FM Escola de Música - Fabíula Mugnol.